Vereadores repudiam assassinato da coordenadora da Escola Municipal Professor Paulo Freire, no Jardim Presidente Kennedy

Por | 28/02/2011


Foto:


Os primeiros relatos indicam que Joyce Chaddad de Moraes, que teria 37 anos, foi morta em frente da escola por volta das 6h30, quando chegava para trabalhar.

De acordo com o portal G1 com informações da Polícia Militar, a educadora estava em seu carro quando dois homens em outro veículo se aproximaram e atiraram três vezes. Os criminosos fugiram.

Joyce chegou a ser levada para o pronto-socorro do Jardim Vazame, por volta das 7h, mas morreu no local. A PM não soube dar mais informações sobre os criminosos e as motivações do crime.

Policiais disseram, porém, que pais de alunos contaram que algumas crianças que chegavam à escola testemunharam o assassinato, que aconteceu a cerca de 500 metros da sede do 36º Batalhão da PM, no largo do Jardim Santa Emília, bairro vizinho.

De acordo com o portal R7, a mãe de um aluno da E.M. Paulo Freire disse que a vítima, antes de se tornar coordenadora pedagógica, era professora na escola até o ano passado – dava aula de educação física, conforme apurou o Portal da Câmara de Embu.

Conforme relato de uma testemunha – que preferiu não se identificar –, a coordenadora tem um filho de seis meses e retornou de licença maternidade havia cerca de 15 dias.

O caso foi registrado no Distrito Policial Central de Embu.

(Adilson Oliveira - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Embu)

Comentários

Nenhum comentário até o momento