Na volta do recesso, vereadores aprovam lei que aumenta efetivo e salário para GCM

Por Assessoria de Comunicação | 3/08/2011


Foto:


Projeto do Executivo municipal altera a tabela (fixada em 2002 e modificada já no ano passado) - que dispõe sobre função, salário, quantidade de agentes, jornada, condições e requisitos para ingresso e ascensão profissional - e estabelece que o "Guarda de 3ª Classe" somará 200 GCMs e terá vencimento de R$ 1.257,25, que se torna o piso da corporação. Para ingressar, o candidato deverá ter ensino médio e ser aprovado em concurso público.

O "Guarda de 2ª Classe" totalizará 80 GCMs e receberá salário-base de R$ 1.516,50; o "Guarda de 1ª Classe", com 40 membros no máximo, ganhará R$ 1.853,87; e o de "Classe Distinta" somará 20 agentes e receberá R$ 2.364,64. Nos três níveis, a promoção será por merecimento, tempo de serviço ou exame seletivo interno. Já a carga de trabalho será a mesma para as quatro funções, 40 horas, em escala de padrão ou jornada diária.

Foto: Adilson Oliveira-CMETE
Vereadores ao aprovarem um projeto, sete indicações e duas moções

Entre as indicações, a vereadora Elisabete Alves Carvalho, a Dra. Bete (PDT), solicitou a criação de serviço de transporte público adaptado específico para atender pessoas com deficiências, o "Atende Municipal"; de centro de reabilitação no município para assistir indivíduos que sofreram perda motora decorrente de doenças ou traumas; e do "Portal do Deficiente", para acesso de cegos e surdos ao site da prefeitura da cidade.

A vereadora Maria Cleuza Gomes, a Ná (PT), indicou a instalação de academia pública de ginástica entre as ruas Maringá e Oliveira, no Jardim Santo Eduardo, na periferia de Embu. A instalação dos aparelhos para exercícios físicos foi reivindicada também pelo vereador Carlos Pires (PDT), para a praça Cuiabá, no Jardim Vista Alegre, além de reforma da quadra esportiva de terra no local, atrás da UBS (Unidade Básica de Saúde) no bairro.

Pavimentação da rua Peruíbe, no Jardim Vista Alegre, e recapeamento de asfalto em toda a extensão da rua da Esperança - última via antes da divisa com o município de Itapecerica da Serra -, no Jardim Pinheirinho, foram solicitados pelo vereador Edgardo José Cabral (PSB). Na sessão, o parlamentar também apresentou uma moção de pesar pela morte de Valter Mendes, vereador embuense pelo antigo MDB de 1977 a 1982 (quinta legislatura).

Bombeiros, policiais militares e federais, guardas e agentes da Defesa Civil e de trânsito municipais e servidores da assistências social de Embu e Taboão da Serra que atuaram no combate ao fogo e na assistência às famílias vizinhas à empresa de armazenamento de combustíveis que sofreu incêndio no Parque Esplanada, na divisa dos dois municípios, mereceram moção de aplauso apresentada pelo vereador Carlos Pires, morador do bairro.

(Adilson Olveira - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Embu)

Comentários

Nenhum comentário até o momento