João Leite destaca ação municipal na saúde e cobra responsabilidade do governo do Estado

Por Assessoria de Comunicação | 17/11/2011


Foto:


"Realizamos hoje aqui uma audiência pública para que a população tivesse conhecimento dos investimentos já realizados na saúde, como também do planejamento do setor para o próximo ano. A democracia tem sido a tônica do mandato do prefeito Chico Brito [PT], em todos os setores da administração. Todas as secretarias municipais têm seu valor, mas a saúde tem uma importância muito grande, porque cuida da vida das pessoas", disse.

O vereador, que na audiência fez sugestões para o serviço melhorar mais, destacou especialmente o trabalho dos servidores da saúde, representados pela secretária municipal Sandra Magali e pela secretária-adjunta, Maria das Graças de Souza, já que "essa equipe tem realizado um bom trabalho". "Estamos chegando ao final de mais um ano, com muitos resultados positivos, e hoje Embu das Artes é uma cidade boa para se morar", declarou.

VALORIZAÇÃO DAS LIDERANÇAS POLÍTICAS
Sem partidarismos, segundo ele, a atual gestão vem valorizando as várias lideranças políticas e sociais de Embu. "Hoje, participamos da inauguração da Galeria dos Vice-Prefeitos, criada pelo prefeito Chico Brito, que teve a sensibilidade de reconhecer o valor deles na construção de nossa cidade", disse. No total, são dez fotos, desde Carlos Koch (1960-63) até o atual vice, Nataniel Carvalho (Natinha), expostas na recepção do gabinete do prefeito.

"Todos, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores deram sua contribuição para que hoje Embu das Artes seja uma cidade respeitada, e muitos contribuíram para isso, especialmente os prefeitos Chico Brito e Geraldo Cruz [2001-08]. Diziam que o PT só sabia fazer crítica, mas provamos que sabemos governar, e reconhecer o valor, a contribuição de outros partidos e lideranças também”, declarou o vereador, em fala durante o "grande expediente" da sessão.

Foto: Adilson Oliveira-CMETEA
João Leite afirma que Estado deveria investir mais em Embu na saúde

João Leite - eleito em 2008 com 2.215 votos para o Legislativo municipal - também reconheceu a importância do papel do vereador para o desenvolvimento da cidade. "Tenho a satisfação de ser vereador pela primeira vez, por dois motivos: o primeiro, por poder participar ativamente das ações do governo, e o segundo, por poder receber do povo as contribuições, as críticas e sugestões para que possamos ser melhores e mais eficientes.”

Ele alertou, porém, que "o governo do Estado também tem de ter a sensibilidade de que a educação e a saúde têm de melhorar, e que também tem essa responsabilidade, não só a União ou o município". "Para isso, conto com a contribuição dos vereadores do PSDB, que tanto nos ajudam; temos de fazer esta discussão", afirmou. A preocupação do vereador é o baixo investimento estadual em Embu nas duas áreas.

PEDÁGIOS CAROS
João Leite também criticou como política praticada pelo governo estadual a excessiva cobrança de pedágios. Desde que foi iniciado, em 1998, o programa de concessões criou cerca de 200 novas praças de pedágio em rodovias paulistas. Hoje, com quase 250, o Estado tem o dobro de pedágios que todo o resto do país. Do total de 34 mil km de estradas sob a responsabilidade do Estado, 5.600 km (16%) estão entregues a concessionárias.

"Fui até Bauru, menos de 300 km de São Paulo, e paguei mais de 60 reais de pedágios. Quem mora ou trabalha no interior não tem como arcar com despesas tão altas diariamente. As estradas [estaduais] são boas, mas as federais também estão ficando boas, com pedágios muito mais baratos", frisou. Exemplificou que a Régis Bittencourt, em grande parte já duplicada, tem pedágios até o Paraná (300 km) que custam cerca de R$ 10.

Ele sugeriu à Câmara provocar um debate regional sobre o problema dos pedágios estaduais, e sugeriu que o dinheiro arrecadado pelo Estado seja redistribuído aos contribuintes por meio do do Bilhete Único Metropolitano, em fase de implantação. O presidente Silvino Bomfim (PT) considerou boa a sugestão e se colocou à disposição de João Leite para que o debate se instale, através da Aversud (associação de vereadores) e da Câmara Metropolitana.

Silvino também lembrou que o secretário de Desenvolvimento Metropolitano, Édson Aparecido, estará nesta sexta-feira, 18 de novembro, em evento no Parque Francisco Rizzo (centro de Embu das Artes), o workshop “Construindo a Governança Metropolitana” - para estruturação das câmara temáticas de desenvolvimento da Grande São Paulo -, e questões como a dos pedágios, Bilhete Único, e investimentos em saúde e educação poderão ser levantados.

(Márcio Amêndola e Adilson Oliveira – Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

 

Comentários

Nenhum comentário até o momento