Presidente do TRE manifesta orgulho pelo título de cidadão de Embu das Artes

Por | 24/11/2011


Foto:


Na consulta popular realizada, em 1º de maio deste ano, com a autorização do presidente do TRE-SP, 74.450 munícipes, ou 66,46% dos 117.409 eleitores - 68,56% de comparecimento - foram às urnas e optaram pela alteração de Embu para Embu das Artes. Após aprovação pela Assembleia Legislativa, em 10 de agosto, o processo foi oficializado por meio da lei estadual 14.537, sancionada, pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), em 6 de setembro.

"Vivemos em uma cidade pequena, mas rica em sua história cultural. Temos de agradecer não somente pelo trabalho da Justiça Eleitoral em nosso plebiscito de Embu das Artes, mas também pela presteza, carinho com que o dr. Walter vestiu a camisa, comprou a ideia do plebiscito, que foi um sucesso. Por tudo isso, queremos entregar hoje aqui o título de 'Cidadão Embuense' a Vossa Excelência", disse o presidente da Câmara, Silvino Bomfim (PT).

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA

Walter Guilherme recebe do prefeito Chico Brito e vereadores título de cidadão de Embu das Artes, posa ao lado do presidente Silvino e do vice-presidente Proença, e ao discursar ante munícipes na Câmara

"Tivemos um tempo curtíssimo para realizar a eleição. Muitos batalharam pela mudança para Embu das Artes, mas foram os artistas da cidade ao longo de nossa história os responsáveis pela fama e pelo nome de Embu das Artes", frisou Silvino, que criticou os que falaram que haveria custos por causa da alteração. "Eles perderam moralmente essa luta, pela mentira usada como arma, e também nas urnas, no processo eleitoral democrático que fizemos."

Walter Guilherme "foi de fundamental importância para que esse processo [oficialização de Embu da Artes] se desse com grande sucesso", afirmou o vereador Júlio Campanha (PTB). Luiz do Depósito (PMDB) recordou que, com o presidente em exercício da Câmara, Gilvan da Saúde, esteve no TRE para apresentar o pedido do plebiscito, e foram bem recebidos. "Graças à decisão popular, temos um novo nome. Agradeço o grande empenho do senhor."

Presente à sessão com entrega da maior honraria do município, o prefeito Chico Brito (PT) falou ter imensa satisfação em entregar com os vereadores o título de "Cidadão Embuense-das-Artes" ao desembargador, ao comentar ter tido um grande estímulo para conduzir campanha pela alteração do nome quando, em visita ao TRE para solicitar a realização do plebiscito, Walter Guilherme disse querer ter no currículo a oficialização de Embu das Artes.

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Desembargador com a placa ao lado do prefeito, dos vereadores João Leite e Luiz do Depósito, recebe quadro de japonês que se radicou em Embu e fala da emoção de ser homenageado pela cidade

Chico disse que a população tinha o desejo da formalização do nome, que surgiu pela feira de arte no centro histórico. "Mas a periferia também participou ativamente [do plebiscito]. Lá construímos o Orçamento Participativo, levando mais saúde, educação, infraestrutura. E ela deu mais votos no ‘Sim’ [69,4%] do que o próprio centro [63,7%]. Meu sentimento como morador é que o povo passou a assumir na alma a cidade como Embu das Artes", afirmou.

Walter Guilherme disse que já via a cidade, que já conhecia de visitas a restaurantes e lojas de arte, como Embu das Artes. "Então, abracei a causa da regulamentação e realização do plebiscito. Não há nada mais importante para mim do que estar aqui hoje. Segunda-feira será meu último dia como presidente do TRE. Guardarei esse título de cidadão de Embu das Artes com muito orgulho e emoção, é o primeiro que recebo em minha vida pública."

Ele recebeu de presente uma pintura de Iwao Nakajima (1934-2011), japonês que se tornou artista da cidade. "Continuarei a vir aqui para comprar objetos de arte, já tenho alguns, e agora este quadro do Nakajima. Embu já era 'das Artes' há muitos anos. Temos a feira da praça da República, da avenida Paulista, mas a de Embu é maior em quantidade e qualidade, e continuarei a visitá-la, com muito prazer. Agradeço a todos por esta homenagem", disse.

(Adilson Oliveira e Márcio Amêndola - Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

 

Comentários

Nenhum comentário até o momento