Vereadores exigem melhorias nos serviços da Sabesp em Embu das Artes, após contrato renovado

Por | 6/02/2012


Foto:


De acordo com Júlio Campanha, "a assinatura recente do contrato milionário da Sabesp, com sua cartilha de compromissos e benefícios para a cidade, parecia até um conto de fadas, mas se transformou em uma história de horror", criticou. O vereador lamentou que "o prefeito Chico Brito faça o asfalto e a Sabesp venha atrás quebrando, não tapando os buracos que faz”.

Júlio pediu providências ao presidente da Câmara, vereador Silvino Bomfim (PT), para que convoque a empresa a comparecer à Câmara Municipal, para prestar esclarecimentos sobre seus serviços na cidade.

O vereador Carlos Pires fez coro às críticas do colega à Sabesp. "Este problema já era previsto, fui sempre muito reticente com relação à renovação deste contrato". Lembrou que ele e seu colega José Carlos Proença (PSDB) reclamaram da Sabesp, chegaram até a ir na empresa para protestar.

Depois, "após muitas promessas, demos nosso voto de confiança e fomos até no Palácio dos Bandeirantes assistir à assinatura do contrato de renovação com a Sabesp, assinado pelo governador Geraldo Alckmin". Para Pires, "é justo que queiramos discutir este contrato novamente, bem como sua qualidade".

"Chegamos a entrar com ação no Ministério Público de São Paulo por causa desses maus serviços da Sabesp, e inclusive este processo ainda está aberto na Justiça", declarou Pires. O vereador lembrou ainda que a prefeitura de Itapecerica da Serra também entrou com processo contra a Sabesp, pelos mesmos motivos.

"Esta empresa, a Sabesp, vendeu fumaça, só promessas e não cumpriu com nada; vou acompanhar de perto porque sou um dos autores do processo contra a Sabesp", afirmou Pires. O presidente Silvino informou que providenciará a convocação de diretores da Sabesp para uma reunião na Câmara, a fim de que a empresa preste os devidos esclarecimentos a todos os vereadores.

(Márcio Amêndola – Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

Comentários

Nenhum comentário até o momento