Vereadores prestigiam mostra que marca 44 anos da Feira de Embu das Artes

Por Assessoria de Comunicação | 1/02/2013


Foto:


Os 44 anos da Feira de Embu das Artes serão comemorados até 24 de fevereiro (domingo) com diversas atividades: exposição com obras de artistas que atualmente participam da feira; exposição de fotos inéditas; exibição de filme e debate sobre a história da feira e sua importância para o município. Tudo no Centro Cultural Mestre Assis de Embu (largo 21 de Abril, 29, centro), das 9 às 17h, com entrada gratuita.

Os representantes do Legislativo da cidade compuseram a mesa ao lado dos secretários municipais de Cultura, Alan Ricardo Martins Leão, e Turismo, Valdir Luis Barbosa, e do artista plástico Paulo Dud, curador da mostra e ex-expositor da feira, além da também artista plástica e escritora Raquel Trindade, representando todos aqueles que trabalharam e ainda trabalham para tornar a Feira de Embu das Artes uma atração conhecida em todo mundo.

Foto: Guego-PMETEA/Divulgação
Apresentação de dança na abertura de eventos que vão até dia 24/2

João Leite parabenizou todos os artesãos e artistas que compõem o imenso patrimônio cultural de Embu e afirmou que “o compromisso dos vereadores é buscar recursos financeiros para melhorar a infraestrutura da cidade, que é importante tanto para o morador quanto para o visitante que vem fazer suas compras, almoçar ou, simplesmente, dar um passeio”. Segundo ele, o prefeito Chico Brito (PT) “está trabalhando muito para que a cidade se torne ainda mais reconhecida”.

Representando o prefeito, Valdir Luis destacou Raquel Trindade como ícone da história cultural de Embu e afirmou que o governo está atuando de forma positiva para implantar o Sistema Municipal de Cultura na cidade. “A cidade de São Paulo pressiona muito o nosso município, mas estamos resistindo, estabelecendo referências organizativas para resgatar e preservar nosso patrimônio, mas também avançar em novos projetos”, disse.

Para Valdir Luis, o marco dessas ações foi a mudança do nome da cidade, a construção dos centros culturais e os cursos da Unifesp na área cultural. "São ações que vão repercutir daqui cinco/ dez anos”, observou o secretário, que no segundo semestre do ano passado acumulou o comando da pasta de Cultura. Em relação ao orçamento municipal, Turismo terá em 2013 previsão de cerca de R$ 17,2 milhões e a Cultura, em torno de R$ 5,2 milhões.

De acordo com Alan Ricardo Martins Leão, uma missão importante da Cultura, em sua gestão, será socializar tudo o que foi construído de valores e conhecimentos no âmbito da Feira de Embu das Artes com as extremidades do município. “Devemos assumir que a feira tem que deixar um legado social para Embu das Artes que é mais importante do cada um de nós individualmente. Não vamos deixar isso morrer nunca”, frisou o secretário.

Foto: Guego-PMETEA/Divulgação
Vereador João Leite exalta artistas como patrimônio cultural deEmbu

Emocionada, Raquel também reconheceu o trabalho do governo municipal e pediu aos vereadores que olhem pelos artistas e artesãos. ”Os artistas estão resistindo porque não é fácil fazer arte no Brasil”, desabafou. Ela relembrou a importância do pai – o poeta Solano Trindade -, e dos muitos amigos com quem compartilhou o Barraco do Assis, ateliê do escultor Assis do Embu, onde chegaram a trabalhar mais de 30 artistas trazidos por ele para a cidade.

HISTÓRIA

A Feira de Artes de Embu teve início em 31 de janeiro de 1969, mas, segundo Raquel Trindade, desde a década de 1950 a cidade já abrigava artistas como Sakai do Embu, Josefina Azteca, Cassio M'Boy, entre outros. “No Barraco do Assis, trabalhávamos e fazíamos grandes festas que atraíam artistas e intelectuais de São Paulo. Nós também íamos às rádios e hotéis da capital, levando nossos trabalhos e divulgando a cidade”, contou a artista plástica.

Nesse percurso de mais de quatro décadas, a feira produziu personagens e histórias inesquecíveis que a consagraram, como Assis do Embu, Dunga, Solano Trindade, Ana Moysés, Mestre Pracílio, José Agripino de Paula, Walter Senna, Potiguar, Vicente de Paula, Agenor Vaz, Mestre Gama, Cirso Teixeira, Jaldo Jones, Wanderley Ciuffi, Tônia do Embu, Luzia Caetano, Ester do Embu, Aurino Bonfim, Paulo Jóia, entre muitos outros.

(Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

Comentários

Nenhum comentário até o momento