Sessão solene celebra emancipadores e desenvolvimento de Embu das Artes, 54

Por Assessoria de Comunicação | 21/02/2013


Foto:


Cerca de 300 moradores e convidados, entre eles o ex-prefeito e deputado estadual Geraldo Cruz (PT) e o primeiro prefeito, Annis Neme Bassith, participaram da solenidade e puderam apreciar os acordes da Banda Municipal, regida pelo maestro Elias Evangelista, e a dança do grupo de Ciganas da Terceira Idade. Embu se originou da aldeia de M'Boy, fundada em 18 de julho de 1554 pelos padres da Companhia de Jesus, e se tornou município em 18 de fevereiro de 1959. É estância turística desde 1979.

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Público na sessão que saudou emancipadores de 59 e do 'cotidiano'

Deputado, vereadores, prefeito e vice na execução do Hino Nacional

Para Doda, no percurso da história, 54 anos de emancipação política e administrativa é pouco tempo para os avanços alcançados pela cidade. “Vamos juntar os homens de bem, independente de partido político, e vamos elevar o papel da nossa legislatura, ajudando o Executivo a construir uma cidade mais forte, organizada e que pode dar qualidade de vida à nossa população. Peço a Deus que nos dê discernimento para que todas as nossas ações sejam em função do povo”, afirmou.

Os vereadores renderam homenagens aos homens e mulheres que construíram e constroem a história do município, desde indígenas, jesuítas, aqueles que lutaram pela independência política e administrativa perante Itapecerica da Serra, até artistas, políticos e trabalhadores braçais. “Hoje eu quero saudar os emancipadores do cotidiano, quero homenagear a costureira, o catador de latinha, o comerciante, o professor e o lavador de carro, entre muitos outros”, falou o vereador Edvânio Mendes (PT).

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Emancipadores e autoridades da cidade e convidados na Câmara

Vereadores na 1ª sessão de aniversário de Embu da 13ª legislatura 

"Embu das Artes é a grande mãe hospitaleira. É um privilégio estar aqui no meio de gente responsável que tem aprovado muitos projetos importantes para Embu das Artes. Essa cidade que tem tudo de bom vai ficar ainda mais gostosa para se morar com os projetos e obras que estão por vir”, destacou o vereador Clidão do Táxi (PC do B), ao reafirmar o compromisso da Câmara em se empenhar por mais conquistas à população.

Ney Santos disse ter o privilégio de nascer e ser criado em Embu e parabenizou "todos aqueles que há 54 anos lutaram pela emancipação da nossa cidade". "A dificuldade foi muito grande, e ainda é, mas quem convive nesta cidade sabe como mudou", afirmou. "Seja qual for o partido ou cargo em que estamos, todos nós temos só um propósito: lutar por uma cidade melhor", finalizou o vereador mais votado da cidade na última eleição.

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Emancipador João Medina Fº se pronuncia em nome dos pioneiros

Doda discursa e pede que 'nossas ações sejam em função do povo'

"Ser governo é bom, ter mandato é bom, mas tem que servir para o fortalecimento da democracia, para fazermos uma cidade mais justa, onde as pessoas tenham direitos e deveres", argumentou João Leite, vereador pelo PT, que elogiou o presidente Doda pela condução dos trabalhos da Câmara. "Você está fazendo a coisa certa." Durante a sessão, Doda pediu um minuto de de silêncio pelos emancipadores já falecidos.

A autonomia de Embu foi gestada a partir da criação do movimento cívico de M’Boy, que se transformaria na Associação Cívica de Embu, fundada em 17 de março de 1958, na casa do dr. Carlos Koch. O objetivo da entidade era a realização de um plebiscito sobre a emancipação do distrito, idéia que acabou triunfando em 1959. Koch e a esposa, a também emancipadora Heliodora Koch, falecidos, foram representados pela filha Edna Maria Koch.

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Edvânio saúda trabalhadores mais humildes, 'emancipadores de hoje'

Clidão diz que Embu ficará melhor 'com os projetos que estão por vir'


MAIOR RENDA E MAIS INVESTIMENTOS
O prefeito Chico Brito (PT) falou das realizações do governo, de novas inaugurações e apresentou logomarca de Embu das Artes, inspirada na arte dos indígenas, "os primeiros habitantes da nossa cidade", frisou. “Nossa cidade está melhor a cada dia [em referência ao slogan do seu governo] desde 1960, quando o sr. Annis começou a despachar como prefeito”, disse Chico Brito, acrescentando que a oposição não precisa lembrá-lo do que ainda falta fazer na cidade.

“Eu sei tudo o que precisa ser feito, e estamos fazendo, sabemos que precisa reurbanizar a [favela] Dois Palitos, construir uma praça bonita como a [do Jardim] dos Moraes lá no Vista Alegre, cobrir a quadra do Ísis Cristina e construir mais seis creches, além de novo posto de saúde no Santa Emília, Jardim Ângela e Batista. Se depender de mim, do Geraldo Cruz, de todos os vereadores e todos os partidos, todos estaremos unidos, todo santo dia, para que nossa cidade fique melhor a cada dia”, afirmou.

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Ney diz que eleitos têm o propósito de lutar por uma cidade melhor

João Leite diz que mandato deve servir para tornar cidade mais justa

O prefeito lembrou que o município banca 80% dos gastos da saúde e que em 12 anos de governo do PT na cidade houve um crescimento de 152% nos investimento do setor - passou de R$ 7 milhões em 2001 para R$ 111 milhões em 2012. Na educação, os investimentos saltaram de R$ 56 milhões em 2009 para R$ 124 milhões que serão gastos em 2013. ”A composição dos gastos da saúde é de 80% do município, 19% do governo federal e 1% do governo estadual”, disse.

Ele anunciou, ainda, que o Condomínio Sanca, em construção na rodovia Régis Bittencourt, abrigará 50 empresas e gerará muitos postos de trabalho, gerando renda para a população. Informou que o Grupo Prospecta construirá um condomínio de logística no terreno da Sansui, paralelo à avenida Eliza Yazbek. “Queremos que a população viva bem e possa trabalhar em nossa cidade”, frisou.

Fotos: Adilson Oliveira-CMETEA
Chico discursa que construirá 6 creches e UBS na região do Batista

Mulheres do Centro de Referência do Idoso mostram dança cigana

Geraldo Cruz aproveitou para destacar o aumento da renda per capita na cidade. “Quando assumimos em 2001, a renda per capita era de R$ 300. Hoje, estamos com uma renda per capita de R$ 1.200, resultado da gestão do governo democrático e popular do PT local e da gestão do PT na condução dos rumos do nosso país nos últimos dez anos”, concluiu o deputado estadual.

Compareceram ainda à sessão na Câmara o emancipador João Batista Medina Filho, o vice-prefeito Natinha, o ex-prefeito Nivaldo Orlandi, o ex-vice-prefeito Roberto Terassi, o presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Embu das Artes, Hillmann Albrecht, o vice-prefeito de Taboão da Serra, Laércio Lopes, além de lideranças comunitárias, religiosas e artistas da cidade.

(Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

Comentários

Nenhum comentário até o momento