Doda defende pacto pela alfabetização na idade certa e revisão na carreira do magistério

Por | 11/04/2013


Foto:


"Quero fazer uma alusão sobre o que vem a ser pacto. É como essa aliança que tenho no dedo, um compromisso que assumi e que não pode ser quebrado de nenhuma maneira, aconteça o que acontecer. E isso depende das senhoras e dos senhores e especialmente do comprometimento de cada um", disse Doda às educadoras e educadores presentes, que lotaram o Centro Cultural Valdelice Prass, no Parque Pirajuçara.

O programa é direcionado a professores alfabetizadores, do 1° ao 3° ano do ensino fundamental da rede municipal. O curso de formação foi dividido em duas etapas, com duração total de 120 horas. Este ano, os professores serão capacitados em língua portuguesa e, em 2014, em matemática. Em Embu das Artes são 257 professores alfabetizadores, 30 coordenadores pedagógicos e 10 orientadores, que receberão formação específica e vão garantir o acompanhamento sistemático de cerca 7.500 estudantes em sala de aula.

Foto: Rita de Biaggio/CMETEA
Secretária Lucia Couto, Doda e demais educadores em aula inaugural

Doda colocou seu gabinete e a Câmara à disposição da Educação, inclusive para debater a revisão do plano de carreira do magistério. Compondo a mesa ao lado do vereador, Lucia Couto, secretária de Educação, disse que um plano de carreira "nunca será uma peça acabada, principalmente em um país em fase de transição como o Brasil, saindo de um campo de miséria para um país emergente. Mas a nossa ação não pode depender do tempo de tudo isso", alertou para a urgência do pacto.

Representando o prefeito Chico Brito, Lucia - que foi consultora do Ministério da Educação (MEC) antes de assumir a pasta de Educação no município e participou da elaboração do PNAIC - afirmou que o pacto é mais que um compromisso, é a cumplicidade para alfabetizar nossas crianças. "Não pode-mos mais deixar que esse menino ou menina chegue aos 10 anos sem estar alfabetizado", disse, ao propor um basta ao que chamou de "desaforo social".

Para a secretária, o momento é importante para consolidar o conceito de ciclo de alfabetização, estabelecido pela Lei de Diretrizes e Bases, em 1997, e que ganhou apelido pejorativo de aprovação automática. "Isso é um pecado, sei que tivemos problemas na sua implantação, mas o ciclo é a garantia de que esse menino se efetive na escola", afirmou.

Lucia informou que a Secretaria Municipal de Educação criou grupo gestor para acompanhar todo processo de alfabetização na rede. Também compuseram a mesa a secretária-adjunta de Educação, Alda Rebelo, e Cristina Moraes, professora coordenadora do Pnaic em Embu das Artes.

Foto: Rita de Biaggio/CMETEA
Educadores lotam auditório do Valdelice na aula de abertura do Pnaic

Com vasta experiência na formação de professores e alfabetização, Alfredina Neri, professora e mestre em linguagem, língua e leitura pela PUC São Paulo, foi a palestrante do encontro. Citando poema de Cecília Meireles, "A Arte de ser Feliz", ela falou que o PNAIC é a oportunidade de mudança de perspectiva. "Precisamos tirar essa vergonha do panorama brasileiro, que é não termos crianças alfabetizadas até os 8 anos de idade", alertou.

Alfredina também destacou o fato de o Pnaic garantir o direito aos cidadãos dos 6 aos 8 anos de serem alfabetizados, "muito diferente da concepção anterior em que os textos orientadores falavam 'Espera-se que a criança aprenda'". Outra mudança radical promovida pelo Pnaic é a formação dos educadores sendo assumida pelas universidades públicas federais e estaduais. Segundo ela, antes de 2004 a formação era feita por ONGs, instituições privadas e pessoas físicas e não pelas instituições públicas superiores.

Ela disse que o Pnaic está colhendo hoje os frutos dos trabalhos feitos por educadores comprometidos com a melhoria da educação, como Jeanete Beauchamp, ex-secretária de Educação de Embu, com a criação da rede na-cional de formação continuada, em sua passagem pelo MEC. "A universidade pública tem dever e papel de formar o professor das escolas públicas, tanto na formação inicial quanto na continuada", frisou.

A próxima aula do Pnaic será no dia 6 de maio.

(Rita de Biaggio - Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

 

Comentários

Nenhum comentário até o momento