Câmara recebe diretor da Ciretran, que presta esclarecimentos sobre atendimento do órgão

Por | 24/04/2013


Foto:


A reunião foi solicitada pelos vereadores, a partir de dúvidas dos munícipes, por exemplo, quanto a horários de atendimentos, serviços oferecidos, número de funcionários, tempo em que um veículo apreendido fica no pátio. Krasovic agradeceu o convite e disse que tem mais de 30 anos de experiência em várias áreas da polícia, é pós-graduado em segurança pública e foi delegado de polícia de Santana do Parnaíba e Barueri (oeste da Grande São Paulo).

"Senti alguma mudança com a sua chegada, mas existem coisas que precisam melhorar, como o atendimento no balcão. Mudou o número de dias para o carro apreendido ficar no pátio? O funcionário precisa explicar para o moto-rista porque o carro vai ficar tantos dias lá", disse Luiz do Depósito (PMDB). "Os novos desafios não me assustam, pelo contrário, se tornam interessantes pela novidade", disse o diretor, que falou ter encontrado dificuldades.

Gabriela Rocha/CMETEA
Vereadores em reunião com Krasovic, diretor da Ciretran de Embu

"Existem adequações a serem feitas, mas estamos fazendo cada coisa em seu tempo", frisou. Pedindo voto de confiança, disse que está melhorando as ins-talações, mudou piso das salas, acabou com a cozinha (agora só há refeitó-rio), vai pintar o prédio, pediu para a prefeitura trocar a placa para Embu das Artes. "Realoquei funcionários, criei um sistema de baias para melhorar a circulação dos veículos no terreno do Ciretran e as filas já diminuíram."

De acordo com Krasovic, o trabalho feito pela Ciretran "é de muita responsabi-lidade, e eu preciso ter funcionários 'portariados' para poder cobrar dele a responsabilidade por qualquer falha", explicou. E advertiu: "Aquele balcão da Ciretran não é porta da esperança onde tudo pode. Podemos tudo que está previsto na lei. O sistema suga toda informação que produzimos aqui e isso vai para os órgãos corregedores, com minha assinatura eletrônica".

Enérgico, Krasovic alertou para o que chamou de "afronta ao poder público". "Não posso admitir um cidadão candidato a uma carteira de habilitação entrar aqui dirigindo um carro ou uma moto. Ele será multado por falta de habilitação, e o veículo será apreendido", avisou. "O sr. está bem intencionado, mas tem funcionário que trata mal as pessoas. Tem que ter tato, ser mais dócil", pediu o vereador Gilvan da Saúde (PPS).

Morador de Embu há 47 anos, Clidão do Táxi (PC do B) disse estar contente com nova administração porque sempre foi bem atendido. "Representamos parcela da comunidade que não domina certos assuntos e precisamos ajudá-los nessas questões", disse. "É só ir até lá e nós explicamos tudo", sugeriu o diretor, lembrando que o leigo, "muitas vezes, não admite ter seu carro apreendido, mas cometeu a infração, e temos que cumprir a lei", observou.

Gabriela Rocha/CMETEA
Vereadores ouvem Krasovic sobre reclamações ao órgão de trânsito

"O tempo do carro no pátio, depende do erro que ele cometeu", informou ainda. O vereador Jabá do Depósito (PTC) falou ao delegado sobre a demora na resposta aos munícipes, e Gilson Oliveira (PT) sugeriu uma escala de funcionários para agilizar o atendimento (a Ciretran fecha para almoço). Krasovic respondeu que em alguns dias a fila é maior (como segundas, sextas e véspera de feriado), mas o prazo mínimo para liberar carro é de 24 horas.

"Não adiante chegar na quinta-feira véspera de feriado, por exemplo, para emplacar o carro para viajar. A placa é feita a 130 km daqui e só ficará pronta na outra semana", alertou. Contou também que "pegou pesado" na vistoria dos veículos escolares e visitou todos os centros de formação de condutores (CFCs) e clínicas credenciadas para conhecer médicos e psicólogos. Viatura da Ciretran roda a cidade diariamente e lavra multas a motoristas infratores. Sobre o horário do almoço, ele respondeu que ainda não é possível mudar.

O presidente da Câmara, Sandoval Pinheiro, o Doda (PT), disse ao delegado que ele "terá o voto de confiança do Legislativo embuense", mas pediu, assim como todos os parlamentares presentes, uma melhora no primeiro atendimento aos munícipes. Participaram da reunião também os vereadores Carlinhos do Embu, Rosana Almeida, João Leite, Pedro Valdir e Edvânio Mendes, além da assessoria do vereador Jefferson do Caminhão de Lixo.

SERVIÇO
Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de Embu das Artes
Endereço: avenida Hélio Ossamu Daikuara, 210 - Parque Industrial
CEP: 06823-300
Telefone: (11) 4704-5297 / 4704-5149

(Rita de Biaggio - Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

Comentários

Nenhum comentário até o momento