Câmara destaca o artista plástico em seu dia e volta a discutir atendimento na saúde

Por | 15/05/2013


Foto:


"As artes plásticas sempre foram a grande referência de Embu, além de agregarem-se ao nome da cidade, como um pólo cultural brasileiro desde os anos 60", disse Dud na tribuna popular, lembrando artistas que viveram e vivem na "Terra das Artes", como Mestre Assis, Solano Trindade, Cassio M'Boy, Sakai, Ana Moisés, Mestre Gama, Wanderley Ciuffi, Raquel Trindade, Tônia de Embu, entre muitos outros.

Lembrando aos companheiros que a união faz a força, Dud lamentou "a falta de união e espírito de grupo". "Todos nós que atuamos no mercado temos uma parcela de responsabilidade sobre nossos destinos e condições", alertou o curador de exposições da Secretaria Municipal de Cultura. Ele organizou uma exposição de fotos de artistas plásticos da cidade que foi apreciada pelos presentes na entrada do plenário da Câmara.

Os vereadores elogiaram a iniciativa de Dud. "Você está de parabéns por levantar essa difícil bandeira", falou Edvânio Mendes (PT). "Precisamos ter um olhar diferenciado para esse coletivo de artistas plásticos e coloco meu gabi-nete à disposição", frisou. Clidão do Táxi (PC do B) relembrou momentos vividos com artistas, estudantes e turistas nos barracões do Assis e Solano Trindade. "Eles deixaram grande legado para nossa cidade e nossa cultura."

POLÊMICA ESCLARECIDA
Além da aprovação de diversas indicações, os vereadores também ouviram pedido de desculpas do vereador Ney Santos (PSC). Na sessão anterior, insatisfeito pela reprovação de requerimento em que solicitava a implantação do Bilhete Único Municipal, Ney acusou os vereadores de estarem "defendendo o bolso de alguém" e provocou indignação e críticas de vereadores presentes. A proposição acabou rejeitada por 8 votos a 7.

Adilson Olveira/CMETEA
Público na sessão que voltou a debater situação da saúde na região

Paulo Dud assina livro diante de Doda, Clidão e Jefferson (desde dir.)

Ney esclareceu que não quis desmerecer o requerimento anterior sobre o tema de autoria de João Leite (PT), tanto é que citou o nome dele em sua justificativa, e pediu desculpas a todos. Apesar de ter o requerimento rejeitado, ele questionou o resultado registrado em ata ao dizer que o vereador Jabá do Depósito (PTC) ainda não estava de volta ao plenário quando se iniciou o processo de votação.

O presidente da Casa, Sandoval Pinheiro, o Doda (PT), parabenizou a atitude de Ney. Para ele, "é através da humildade que a grandeza do ser humano é exaltada". Outros vereadores também parabenizaram o pedido de desculpas do vereador. Diante do questionamento, Doda disse que será analisado o momento da votação, que foi simbólica - com os contrários em pé -, e pro-clamou aprovada a ata com votos contrários de Ney e Carlinhos (PSC).

SAÚDE EM DEBATE
Ney comentou que já tem três mil assinaturas - reunidas na mobilização que promoveu em 1º de maio na região do Jardim Santo Eduardo - no abaixo-assinado pedindo a construção de hospital na cidade, mas contou que ouviu do diretor-superintendente do Hospital Geral Pirajuçara (HGP), Jorge Salomão, que é quase impossível o hospital vir para Embu. "Caso não venha, que consigamos pelo menos aumentar os leitos de internação", disse.

Doda afirmou que a bandeira da saúde é dos vereadores. Júlio Campanha (PTB) observou que o HGP atende a população de Embu, Taboão da Serra, Itapecerica da Serra, além de São Paulo, e por isso não tem leito. "É a partir desse ponto que temos que discutir", afirmou. Rosana Almeida (PMDB) disse que Embu não pode ficar "totalmente dependente do HGP, que atende todos os municípios", e defendeu que o Hospital de Cotia também assista a região.

Carlinhos destacou reunião com Salomão e sugeriu que, em vez de ser cha-mado à Câmara, os vereadores fossem ao HGP "conversar com ele, que não gosta de se expor". Gilson Oliveira (PT) disse que hospital não será construído em Embu, com prefeitura do PT, por "ciumeira" do governo do Estado, do PSDB. "Já a presidente Dilma tem mandado muito recurso para Embu, mas também para outros governos, não tem olhado a sigla partidária", disse.

KIT ESCOLAR
Edvânio lembrou que no dia anterior começou a ser entregue o kit escolar e uniformes aos alunos da rede municipal. "Temos um prefeito comprometido com a educação. São materiais de primeira qualidade", frisou. "É algo de emo-cionar, no nosso tempo não tinha. E o prefeito está sempre melhorando, na campanha prometeu e agora está dando tênis e um jogo de brinquedo para as nossas crianças aprenderem sobre a história do nosso Brasil", disse Clidão.

(Rita de Biaggio e Adilson Oliveira - Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

Comentários

Nenhum comentário até o momento