Vereadores aprovam uma moção de repúdio e rejeitam dois requerimentos em sessão ordinária

Por | 12/04/2018

Vereadores Gilson Oliveira e Luiz do Depósito são homenageados pela turma de Judô do professor João Aleixo
Foto:Alexandre Oliveira / CMEMBU

 

Sem indicações na ordem do dia, os vereadores de Embu das Artes aprovaram apenas uma Moção de Repúdio na manhã desta quarta-feira, dia 11, na sessão ordinária. Os parlamentares também rejeitaram a aprovação de dois requerimentos colocados em pauta.

Indignados com a violência praticada contra jornalistas por manifestantes ligados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi preso no último sábado (7) em ato marcado pela concentração de militantes na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, os vereadores aprovaram uma Moção de Repúdio.

De autoria do vereador Bobilel, a moção foi aprovada. “Uma pessoa que bate naquelas pessoas, na imprensa daquela forma que foi feita, para mim aquilo não é manifestante: são bandidos envolvidos no meio de manifestantes. Não tem com a gente aceitar uma atitude daquela. Se você vê a cena é revoltante”, disse Bobilel em desabono ao ato de violência.

A vereadora Rosângela Santos protocolou dois requerimentos para a obtenção de informação sobre o programa Frente de Trabalho e sobre a execução da reforma da escola municipal Elza Marreiro. Ambos foram rejeitados pela maioria dos vereadores.

Na sessão também houve um momento de homenagem dos alunos de Judô da 1º Companhia da PM, do professor João Aleixo, aos vereadores Luiz do Depósito e Gilson Oliveira.

O projeto existe há 7 anos no bairro Jd. Santo Eduardo e ajuda na formação de crianças e jovens.

Ambos vereadores parabenizaram a ação promovida pelo professor João Aleixo. “Agradeço ao Aleixo e a toda polícia militar. O Aleixo é nosso amigo há muito tempo e muito obrigado a todos vocês, disse o vereador Gilson Oliveira.

 

 

 

IMAGENS DA SESSÃO

 

 10º SESSÃO - 2018

 

 

 

Assessoria de Comunicação

Comentários

Nenhum comentário até o momento