Vereadores homenageiam PMs que prenderam estuprador de jovem deficiente e aprovam moção de repúdio contra assassinato da vereadora carioca Marielle

Por | 22/03/2018

Vereadores homenageiam PMs que prenderam acusa de estupro de uma jovem deficiente no Jd. Valo Verde
Foto:Alexandre Oliveira / CMEMBU

Os vereadores aprovaram na sessão desta quarta-feira, dia 21, uma moção de aplausos em homenagem aos 6 PMs que efetuaram a prisão de um meliante por estupro de vulnerável no Jd. Valo Verde após denúncia de sua mãe, impedindo novas ações do criminoso. Os parlamentares também repudiaram o ato de violência que culminou no assassinato da vereadora pelo PSOL do Rio de Janeiro, Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, no último dia 14 de março.

Destacando o empenho e a prontidão no atendimento a vítima de estrupo, uma jovem de 22 anos deficiente, moradora do Jd. Valo Verde, o vereador Bobilel Castilho e o presidente da Câmara, Hugo Prado, com a participação dos demais vereadores aprovaram uma moção de aplausos direcionada ao Cabo (CB) Borges e Soldado Lima, com o apoio do 3º Sargento Diego e CB Nunes, da CGP1.

Os vereadores ressaltaram a agilidade na obtenção de pistas e no pronto atendimento à vítima, com a captura do estuprador, um montador de móveis que agia no município.

“Para mim é um orgulho estar homenageando esses guerreiros pela resposta muita rápida. Poucas coisas são resolvidas da forma que esses guerreiros resolveram. Foi questão de minutos para prender esse estuprador de uma jovem deficiente. Ele fez vítima até de uma funcionária que trabalha na prefeitura, e poucas pessoas sabem. Mas ele usava o seu meio, sua malícia e sua maldade como montador de móveis e entrava na casa e abusava das mulheres. Agradeço a vocês por cuidar do povo de nossa cidade. Tenho muito orgulho de ter amigos e policiais como vocês na minha cidade”, disse o vereador Bobilel, um dos proponentes da moção.

“Quando nós fizemos esse compromisso de honrá-los, a sagrada escritura nos diz que devemos dar honra a quem tem honra, e os senhores tem honra. São homens e mulheres que dedicam a vida de vocês a nos proteger. Muitos daqueles que vocês estão protegendo hoje infelizmente criticam, tentam denegrir a imagem, tendem a ouvir um monte de coisas horríveis que acaba saindo na mídia, mas não tem a gratidão e a humildade de dizer muito obrigado. Parabéns guerreiros, o ato que vocês promoveram em nossa cidade não devolve a dor que aquela família sofreu, mas dá a todos cidadão Embuense a certeza que nós temos guerreiros que estarão lutando e protegendo a nossa sociedade. Parabéns a Polícia Militar do Estado de São Paulo”, disse o presidente da Câmara, Hugo Prado.

Os demais vereadores também destacaram o papel da Polícia Militar do Estado e a bravura dos PMs que atuaram na apreensão do meliante, acusado de estupro na cidade. Os Policiais Militares também receberam uma “Comenda de Mérito Legislativo - Padre Belchior de Pontes” e uma medalha “18 de fevereiro” como símbolo de gratidão pelo trabalho prestado.

Em apoio aos familiares e amigos da vereadora carioca, Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, que foram assassinados no último dia 14 de março, os vereadores aprovaram uma moção de Pesar e Repúdio pelo ocorrido. Marielle foi eleita pelo PSOL na eleição de 2016 com 46.502 votos, sendo a quinta mais votada no município do Rio de Janeiro.

“Era uma defensora dos Direitos Humanos. A vida. Não é defender bandido, ou polícia, é defender a vida. E ela sempre se propôs na defesa da vida. E esse crime político que aconteceu no Rio de Janeiro é algo que está alarmante no nosso Brasil. Essas moções que estamos votando sinaliza que esse legislativo presa a vida e repudiamos a violência da forma que for”, disse Edvânio Mendes.

A vereadora Rosângela Santos apresentou um poema em homenagem a vereadora do Rio de Janeiro. “Uma mulher guerreira que quebrou todos os paradigmas, saiu da favela, uma negra, se formou na PUC, mostrando e debatendo as suas origens e ela conseguiu levantar as bandeiras na defesa do pobre, do negro, ela defendia muito bem as mulheres”, disse Rosângela que logo em seguida leu seu poema.

O presidente da Câmara também emitiu seu comentário de pesar pela vida da vereadora. “Independentemente das ideias que um parlamentar defenda, ele é um ser humano, ele tem por trás dele uma família, uma história e isso nós sempre devemos respeitar. Eu posso sim discordar dos seus pensamentos, mas eu tenho a obrigação de respeitar o seu direito de falar. E contrapor com ideias, com argumento e não com calúnia, difamação, com instigação ao ódio como nós estamos vendo nesse momento”, disse Hugo.

Em apoio a educadora Luciana Xavier, docente do município de São Paulo que foi agredida no ato dos professores em oposição ao aumento da alíquota de contribuição Previdenciária imposta pelo prefeito municipal, João Dória, os vereadores também aprovaram uma moção de repúdio contra a repressão sofrida pelos docentes. “Lamentavelmente nos deparamos com essa barbárie que aconteceu na Câmara Municipal de São Paulo. Até quando nós vamos tolerar esse tipo de ação em nosso país”, questionou Hugo, propositor da moção.

Ainda na ordem do dia os vereadores aprovaram uma moção de repúdio contra o ato de violência sofrido pelo “Youtuber” José Ivan (do conhecido canal de vídeos - Embu Tuber). Os vereadores repudiaram o ato sofrido, uma ameaça de morte de um militante político contra o vídeomaker que vem atuando no município, com notícias pautas em política e sociedade.

O vereador Gerson Olegário também indicou o estudo para a construção de “baias” com recuo nas escolas municipais, permitindo aos alunos fácil acesso as unidades.

 

 

IMAGENS DA SESSÃO

 

7º SESSÃO - 2018

 

 

Assessoria de Comunicação

Comentários

Nenhum comentário até o momento