Vereadores discutem melhorias para os cemitérios de Embu das Artes

Por | 4/11/2016

Sessão ordinária foi realizada na manhã desta quinta-feira, 03
Foto:Adilson Oliveira/CMETEA

Os vereadores de Embu das Artes discutiram a cerca da privatização dos cemitérios da cidade, quanto à precariedade do serviço e a falta de atendimento social para as famílias mais carentes. A sessão ordinária foi realizada na manhã desta quinta-feira, dia 03, em razão do feriado de finados.

A grande critica dentre os vereadores que fizeram uso da palavra foi a questão da privatização dos cemitérios no que trata das manutenções e reformas que foram prometidas na ocasião da aprovação do projeto na Câmara. Os vereadores destacaram que cabe a eles a fiscalização e dessa forma, cobram um parecer dos responsáveis quanto as promessas que não foram cumpridas, além disso, os valores cobrados por um serviço que antes era social.

Foi aprovado por unanimidade, o Projeto de Lei 49/2016, de autoria do vereador Ney Santos, que dispõe da denominação do Paço Municipal situado na sede da Prefeitura de Embu das Artes. O ex-vereador Spencer Cezário de Oliveira Filho é o homenageado pela contribuição que sempre deu para o município, sendo uma referencia da política embuense com sua liderança em prol da população.

Os vereadores ainda comentaram irregularidades nos novos apartamentos da Cooperativa Habitacional Vida Nova, um terreno na divisa de Embu das Artes com Taboão da Serra. O vereador Doda Pinheiro foi categórico em afirmar que senhas para pré-inscrição são vendidas, além de questionar o porque das inscrições não serem feitas em Embu das Artes, uma vez que será construído no município.

A tribuna popular foi utilizada pelo morador do Jardim Santa Emilia, Jaildo Barbosa dos Santos, que falou da saúde de forma abrangente, na defasagem no atendimento médico. Alguns vereadores comentaram e falaram da saúde no município chegando a citar emendas parlamentares que foram enviadas e também as que não foram enviadas por deputados da região.

(Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

 

Comentários

Nenhum comentário até o momento