Vereadores aprovam convênio de abrigo a crianças em risco

Por | 23/06/2016

Vereadores na sessão em que aprovaram convênio com entidade de acolhimento institucional
Foto:Genildo Rocha/CMETEA

A Câmara de Embu das Artes aprovou na sessão nesta quarta-feira, dia 22, projeto de lei, em regime de urgência, que autoriza a prefeitura a celebrar convênio e a transferir recursos financeiros para uma entidade de abrigamento infanto-juvenil, o Lar Batista de Crianças, situado no município. A parceria visa o acolhimento institucional de crianças e adolescentes de 0 a 17 anos em situação de risco pessoal e social, vinculado à Secretaria de Assistência Social.

O convênio com a associação sem fins lucrativos terá duração de julho a dezembro, no valor de R$ 363 mil. O presidente Ney Santos (PRB) destacou o trabalho da Secretaria de Assistência Social. "Quando vocês atenderam essa demanda de correr para tirar as crianças desse abrigo (anterior) para arrumar outro lugar, não pensaram só como servidores públicos, mas como pais e mães que, como nós vereadores, têm o coração ligado às crianças", disse o vereador.

O vereador Júlio Campanha (PRB) parabenizou a ação rápida da secretaria em situação de extrema urgência. "Não fosse o profissionalismo de vocês, hoje as crianças estariam desassistidas", disse. A vereadora Rosana do Arthur (PMDB) desejou êxito ao abrigo que fará o acolhimento. "São crianças que já passaram por diversas situações difíceis, e onde estavam sofreram novamente. Hoje estão indo para um novo espaço, com novo grupo de profissionais", disse.

Na primeira parte da sessão, os vereadores enalteceram a Guarda Civil Municipal pelos 13 anos de implantação na cidade e reafirmaram que o fechamento da maternidade foi necessário para reforma. Questionado pela fala "polêmica" na sessão passada em relação a site que publicou reportagem sobre o assunto, o presidente Ney rebateu as críticas. "Eu usei da minha prerrogativa de vereador. Não ameacei nem desmereci ninguém, muito menos a imprensa", declarou.

(Adilson Oliveira - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

Comentários

Nenhum comentário até o momento