Moradores do Valo Verde mudam rotina após iniciativa de vereadores

Por Assessoria de Comunicação | 29/09/2015

Rua São Geraldo, no Valo Verde foi transformada após construção da pista de caminhada e praça de lazer próximas
Foto:Foto/montagem: Alexandre Oliveira

Os moradores do Jardim Valo Verde já não sabem mais o que é viver sem uma pista de caminhada ou uma praça de lazer. Com as recentes intervenções da administração pública, a região, antes conhecida pelo descaso e a falta de áreas de convivência, ganhou vida nova com a implantação de uma Praça de lazer ao final da Rua São Marcelo, pista de Cooper na Rua São Geraldo, e a revitalização da Praça Osmar Meira, ambas por intermédio do presidente da Câmara, Ney Santos.


Para o servente de pedreiro, Julio Joaquim dos Santos, a implantação da Praça Maria Reni M. Souza, na conhecida Viela dos Sonhos, mudou 100% a vida dos moradores ao entorno. Além do paisagismo que transformou a cara do local, a praça se tornou ponto de lazer de crianças, jovens e adultos. “Graças a Deus melhorou 100% em vista do que era. Hoje aqui é um lugar que nós saímos e ninguém mexe em nada”, disse.


A viela que antes era ponto de descarte de lixo e entulho se tornou local de convivência entre vizinhos. “Falta completarem o asfalto aqui da interligação e os brinquedos precisam de manutenção, mas já é muito melhor que antes”, declarou.


Além da Viela dos Sonhos, o Jardim Valo Verde pode receber outras melhorias graças ao empenho do presidente do legislativo, Ney Santos.


O presidente da Câmara, com apoio do vereador Doda Pinheiro, lutou junto a prefeitura para a revitalização da Praça Osmar Meira, além da colocação de uma academia pública que foi comemorada pelos idosos da região, permitindo além da caminhada a execução de exercícios físicos. “Essa Praça ficou maravilhosa. Aqui antes não dá nem para descrever de tão feio que era. Agora está muito melhor”, disse João Macena, morador a 40 anos do Valo Verde.


Macena revelou a reportagem conhecer o tempo de juventude do presidente da Câmara, Ney Santos, que também foi morador do local. “Ele era um menino muito atencioso. Sempre respeitoso com os mais velhos”.


O jardim Valo Verde também receberá no primeiro semestre do próximo ano uma creche com capacidade de atender mais de 100 crianças na região. As obras estão em processo de acabamento.

Comentários

Nenhum comentário até o momento