Em última sessão ordinária do ano, vereadores se despedem da presidência de Doda

Por Assessoria de Comunicação | 11/12/2014


Foto:

A última sessão ordinária de 2014, realizada nessa quarta-feira, dia 10, foi marcada pelo tom de despedida dos vereadores direcionada ao nobre colega, o atual presidente do legislativo, Doda Pinheiro (PT), que poderá deixar a mesa diretora caso a eleição venha a consagrar Ney Santos (PSC)@@, nome tido como mais cotado pelo momento para assumir a cadeira. Na ordem do dia, três projetos, duas moções e um indicação concluíram os trabalhos da noite.

No início da última sessão ordinária do ano, Doda apresentou ao plenário da Casa um resumo do relatório anual produzido pelos departamentos da Câmara e exibiu uma projeção de slides com imagens dos principais acontecimentos que envolveu o legislativo no ano de 2014.

Logo no pequeno e grande expediente, os vereadores trataram de agradecer a Doda pela excelente condução dos trabalhos legislativos a frente da presidência da Câmara, visto que ele poderá deixar a cadeira para um sucessor que ainda está indefinido, mas que abertamente é direcionado a Ney Santos pela maioria dos parlamentares. João Leite (PT) foi o primeiro a manifestar o contentamento com a atual Mesa Diretora. "Em teu nome [Doda] quero parabenizar todos os vereadores pelo trabalho feito neste ano", disse. Os vereadores seguiram o pensamento de João e também destacaram o trabalho da atual mesa na condução da Câmara neste ano.

Doda agradeceu o apoio e os gestos manifestados. "Me sinto lisonjeado com tantos elogios que tenho recebido nesta noite, mas tenho a certeza que esse elogios não subirão à minha cabeça. Manterei meus pés no chão, meu mandato firme no propósito de sempre trabalhar em prol da nossa cidade. Mesmo sendo eu vereador de primeiro mandato, se eu tive a competência de conduzir a Câmara tão bem como os nobres colocaram, é porque eu tive ajuda dos senhores e das senhoras e por isso eu sou muito grato", disse Doda em agradecimento aos colegas. 

Ney Santos também utilizou do pequeno expediente e comunicou a todos do plenário que teria acabado de receber a notícia de que seu pedido de efeito suspensivo ao processo de cassação que sofre pelo TRE foi acatado e, assim, permitirá que ele responda a ação mantendo o exercício de sua vereança. Com essa decisão da justiça, Ney poderá, em caso de vitória na eleição da nova mesa diretora da Câmara, assumir a presidência da Casa.



ORDEM DO DIA



Na ordem do dia, o destaque ficou por conta da aprovação por treze votos favoráveis (o vereador Júlio Campanha esteve ausente da sessão por motivos de saúde) do Projeto de Lei 82/2014 que incorporou ao calendário oficial de eventos do município a Feira de Artes realizada anualmente no bairro do Jardim Santa Tereza. A aprovação do projeto foi muito comemorada pelo fundador da Casa de Cultura Santa Tereza e idealizador da Feira, Anivaldo Laurindo, que estava no plenário acompanhando a votação. Com a incorporação, a feira que todos os anos desde 1999 acontece no mês de novembro, no bairro, poderá captar recursos e ter a parceria da própria prefeitura para crescer ainda mais.

De autoria do vereador Pedro Valdir (PSD) os vereadores também aprovaram o Projeto de lei 77/2014, que autoriza o poder público a conceder o direito a instalação de antenas de distribuição do sinal de internet, 3G e 4G no município. Para Pedro Valdir, autor do projeto, é importante que o poder público sinalize que está disposto a colaborar com companhias telefônicas na melhoria dos serviços prestados aos munícipes. "Há lugares na cidade que ainda não há sinal de telefone, muito menos internet", disse.

A noite também contou com a aprovação de um Projeto de Resolução (04/2014) que revoga a Resolução n° 178, de 12 de julho de 2008 que trata sobre o regimento interno da Câmara e Decoro Parlamentar. Em seu lugar foi instituído o novo Regimento Interno, que passará pela assinatura do presidente da Casa e será disponibilizado no site da Câmara.

O vereador Pedro Valdir também apresentou para a apreciação dos colegas a indicação 62/2014, que trata sobre um estudo por parte do executivo municipal para a pavimentação da Rua Jacinta Ribeiro Mey, na Vila Mey, região central da cidade. Pedro Valdir justificou o pedido visto "as constantes reivindicações dos moradores da região". A indicação foi aprovada em plenário.

PESAR


Os vereadores também aprovaram uma moção de pesar de autoria do vereador Clidão do Taxi (PCdoB) pela morte do senhor José Lino da Silva. Clidão homenageou Sr. José pela importância de sua pessoa na vida cotidiana do bairro Jd. Olímpia "Era bastante conhecido e respeitado por sua conduta irrepreensível e sua dedicação à família", descreve trecho da moção. Sr. Lino trabalhou por 43 anos na empresa Solipel e ganhou assim justa homenagem dos vereadores.

REPÚDIO


Os vereadores também manifestaram repúdio ao ato produzido pelo deputado federal, Jair Bolsonaro, que na última semana usou da tribuna do parlamento para agredir verbalmente sua colega, à deputada Maria do Rosário (PT-RS), com a frase que ganhou o noticiário nacional: "não te estrupo porque você não merece", disse no plenário da Câmara. A reação da comunidade política e de intelectuais foi instantânea e manifestações de repúdio pelo ato do parlamentar foram ouvidos em muitas esferas do país. De autoria do vereador Edvânio Mendes (PT) a moção de repúdio foi aprovada por todos os vereadores presentes a sessão. No texto da moção, Edvânio acrescenta que "não é a primeira vez que ocorre esta situação contra as mulheres no congresso por parte do deputado", diz trecho do documento.
A moção deverá ser encaminhada ao gabinete do deputado, em Brasília.




(Alexandre Oliveira - assessoria de comunicação)


Comentários

Nenhum comentário até o momento