Prova do concurso da Câmara é exigente, de muito bom nível, dizem candidatos; gabarito sai às 18h

Por Assessoria de Comunicação | 17/11/2014


Foto:

Candidatos do concurso público da Câmara de Embu das Artes fizeram neste domingo, dia 16, de muito sol, a prova objetiva em cinco escolas públicas no município, que tiveram grande movimento nos dois períodos de realização do exame, com três horas de duração. Os portões dos colégios foram fechados às 9h e 14h. O processo seletivo teve 5.019 inscrições, mas o número de candidatos foi menor, já que em alguns casos a pessoa se inscreveu para dois cargos. O Instituto Zambini, responsável pelo certame, não informou o total.@@

 

A prova foi aplicada pela manhã para quatro cargos - assistente de departamento de finanças, auxiliar de CPD, oficial administrativo e recepcionista. À tarde para sete - assistente do departamento de RH, auxiliar de serviços gerais, bibliotecário, contador, motorista, oficial legislativo I e segurança patrimonial. Para auxiliar de serviços gerais, motorista, oficial legislativo I e segurança patrimonial (cargos de nível fundamental), o exame teve 40 testes de múltipla escolha. Para os outros (de níveis médio, técnico e superior), 50 testes.

 

Os locais da prova foram as escolas municipais Valdelice Aparecida Medeiros Prass, no Parque Pirajuçara, Elza Marreiro Medina, no Jardim dos Moraes, e Prof. Paulo Freire, no Jardim Santa Emília, e as escolas estaduais Paulo Chagas Nogueira, no Jardim do Colégio, e Joanna Spósito, no Jardim Vitória/Independência. A lista dos colégios escolhidos para receber o exame, todos na periferia do município, foi divulgada no último dia 7 pelo Instituto Zambini, a partir dos cargos e relacionados à frente dos nomes dos candidatos.

 

A Assessoria de Comunicação da Câmara visitou os locais durante a prova. Na EM Valdelice, 260 inscritos estavam relacionados pela manhã. O inspetor de qualidade Vilson de Souza, 30, morador de Barueri (Grande São Paulo) e candidato a assistente de departamento de finanças, fez na escola e considerou a prova razoável. "Não estava muito complicada, o nível foi legal. Estava bem puxada matemática, mas nada também de outro mundo", disse, à tarde, em frente à EM Prof. Paulo Freire, onde a mulher fazia o exame.

 

Inscrita para assistente de departamento de recursos humanos, a secretária Gabriela Vieira, 36, achou a prova "complicada". "Com relação à parte específica, são assuntos passados muito rápido na faculdade", disse a moradora do Jardim Pinheirinho, Embu, que fez o exame também na Paulo Freire. Na escola, estavam relacionados 550 candidatos para prestarem também para auxiliar de serviços gerais. Uma candidata moradora da zona leste chegou com mais de uma hora de portões fechados e perdeu a prova.

 

Mas a escola que os candidatos tiveram dificuldades para encontrar foi a Joanna Spósito. Pela manhã, duas mulheres chegaram à EM Valdelice à procura da escola no Jardim Vitória. À tarde, um candidato disse que um site de localização mostrava a rua do colégio - que não tem placa - em outro bairro, distante do local. Um grupo de 20 pessoas chegou após o fechamento dos portões e protestou contra suposta divulgação errada do endereço. Fiscais do Zambini na escola falaram que a informação no edital estava correta.

 

Na EE Paulo Chagas, a candidata Jessica da Silva Vieira, 24, que se inscreveu para dois cargos, reclamou de ter de fazer a segunda prova em período diferente, após prestar para oficial administrativo pela manhã. "O edital diz que a outra prova seria com duas horas a mais, mas no mesmo horário", disse a moradora da Vila Calu (zona sul de São Paulo). Ela falou que não poderia prestar à tarde por ter filho pequeno e que poderá entrar com recurso. A lista de locais, porém, já indicava que ela prestaria para oficial legislativo à tarde.

 

Nesta segunda, dia 17, o Zambini divulga o gabarito das provas, às 18h, em www.zambini.org.br. Esta terça e quarta, dia 18 e 19, são as datas para recurso da prova objetiva. No dia 2 de dezembro, ocorre a divulgação do resultado preliminar do exame, no mesmo site. Em 3 e 4 de dezembro, prazo para recurso do resultado preliminar. No dia 12, divulgação da classificação final dos cargos que não possuem prova prática e convocação para prova prática. No dia 16 de dezembro, homologação dos cargos sem prova prática.

(Adilson Oliveira - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

Comentários

Nenhum comentário até o momento