Indicação de campo de futebol com grama sintética no Pq. Pirajuçara tem dez abstenções, mas é aprovada

Por Assessoria de Comunicação | 3/11/2014


Foto:

Indicação de construção de um campo de futebol na área de proteção ambiental (APA) na região do Parque Pirajuçara gerou polêmica entre os vereadores Doda Pinheiro (PT), presidente da Câmara, autor da proposição, e Edvânio Mendes (PT) e levou dois terços dos parlamentares a se absterem, na sessão na quarta-feira, dia 29. Apesar de a maioria ter optado por não votar, a matéria foi aprovada com três votos favoráveis, um contra e dez abstenções. Quatro projetos, sobre nome de vias públicas, também foram aprovados.@@

 

A proposição solicitava da administração municipal envio de estudos para construção de campo de futebol, vestiários, arquibancada,implantação de grama sintética e estacionamento na área denominada como mata do Roque Valente (APA Santa Tereza), localizada entre os bairros do Parque Pirajuçara, Jardim São Luiz e Perequê. Embora a indicação 51 tenha sido a última votada, a apresentada era de número 28 - tramitava desde julho passado. Doda disse que preferiu não apresentar a indicação no período eleitoral.

 

Quando a sessão tinha apreciação de matéria que era a última por ordem regimental e se encaminhava para o final, Edvânio pediu a suspensão temporária dos trabalhos para reunião sobre a indicação e foi atendido pelo presidente. No retorno ao plenário, os vereadores pediram de imediato "questão de ordem" e disseram que por falta de entendimento entre os dois parlamentares não iam votar nem a favor nem contra. "Sou favorável que entrem num consenso,como não entraram, vou me abster", disse Gilvan da Saúde (Pros).

 

Jabá do Depósito (PTC) disse, porém, ser a favor por conta de a cidade estar "carente de área de lazer", e foi seguido no voto pelos vereadores Pedro Valdir (PSD) e Jefferson do Caminhão (PR). No entanto, Júlio Campanha (PTB) disse que a aprovação da indicação não seria mais necessária, porque "o campo já está em obra", e se absteve por questão político-partidária.Ele foi acompanhado por Clidão do Táxi (PC do B), Ney Santos (PSC), João Leite(PT), Luiz do Depósito (PMDB), Carlinhos do Embu (PSC), Dra. Bete (Pros).

 

Rosana do Arthur (PMDB) disse também se abster por falta de consenso entre os colegas em divergência, apesar de considerar que o vereador tem na indicação uma ferramenta para solicitar melhorias na cidade eque tem o direto de apresentar na Casa. Quando a votação estava dois votos a favor e um contrário, Gilson Oliveira (PT) se dirigiu ao presidente e disse nãoter alternativa senão deixar de votar. "Se eu votar contra, quem vai desempatar é o sr., e a indicação é do sr. Então, não tenho o que fazer, vou me abster."

 

Edvânio criticou a iniciativa do autor da indicação e votou contra. "Sobre aquela obra, o prefeito Chico Brito ouviu o conselho da APA, as pessoas [conselheiros] discutiram para fazer aquilo. Não estou votando contra o povo [que está reivindicando o equipamento de esporte], o governo já está construindo, o campo já está sendo terminado. Não é um vereador que está construindo, vereador faz projeto, faz indicação, mas quem constrói é o Executivo.Se é do meu partido ou não, vou votar contra oportunismo barato", declarou.

 

Doda discordou do colega. "Oportunismo barato é nós não fazermos o nosso papel, e o povo entrar nas drogas porque não tem espaço de lazer. Praticante de esporte, sou cotidianamente procurado pela comunidade esportiva de toda aquela região para fazer algo em prol do esporte", afirmou. Ele assumiu o compromisso de "trabalhar incansavelmente para que o espaço fique o melhor possível para a prática de esporte". "Em novembro, irei a Brasília buscar recursos para fazer um campo digno para a nossa população", disse.

 

LOGRADOUROS

Na sessão, os vereadores aprovaram a denominação das ruas Benedita Costa Mendes (que se inicia na estrada José Mathias de Camargo), no bairro Capuava; Mairiporã (que começa na estrada Jerusalém), no Parque das Chácaras; e Vila das Artes (iniciada na avenida Elias Yazbek), nocentro; e da travessa Arlindo Mendes de Camargo (que começa na rua Benedita Costa Mendes), também no Capuava. Não constante da ordem do dia, os projetos delei foram enviados pelo prefeito para votação em regime de urgência.

(Adilson Oliveira - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

Comentários

Nenhum comentário até o momento