Saúde presta contas em audiência e revela aumento no número de atendimentos

Por | 1/07/2013


Foto:


O número significa aumento de 727,8% em cobertura em relação à meta (dados dos pronto-socorros Vazame e Central). O presidente da Câmara, Doda Pinheiro (PT), acompanhou a audiência, ao lado dos vereadores Clidão do Táxi (PC do B) e Rosana Almeida (PMDB), assessores de gabinetes, além da secretária-adjunta de Saúde, a ex-vereadora Maria das Graças, e técnicos da área.

Doda questionou os números de domicílios visitados pelas equipes de Vigilância Ambiental, o que em sua opinião "não era fidedigno, por ser muito grande". Segundo o relatório, no primeiro quadrimestre foram visitados 31.197 imóveis, 9,98% a mais do que no último quadrimestre de 2012. A secretária-adjunta e os técnicos da pasta justificaram o número ao apontar que nele estão contidas todas as visitas feitas no período, inclusive as do Programa Saúde da Família.

O vereador também revelou preocupação com os salários dos profissionais da saúde. "É preciso melhorar o salário para que eles não venham a deixar o município como muitos o fazem", sugeriu Doda. Outra crítica veio do professor Antonio Luiz Cagnin, que reclamou da falta de medicamentos para diabetes (ele é diabético) e outros medicamentos nas unidades de saúde.

MAIS CONSULTAS ESPECIALIZADAS
Outro dado que chama a atenção: houve aumento de 5% nos procedimentos clínicos devido ao aumento nas consultas médicas especializadas e também pela entrada dos procedimentos do Samu nessa estatística, a partir de fevereiro de 2012. Segundo relatório distribuído pela Secretaria de Saúde, em 2013 houve um aumento de 14% nas consultas de urgência e emergência, em relação ao mesmo quadrimestre de 2012.

                                                                                                   Dilvulgação
Munícipe é atendida em UBs; cidade superou metas, relata secretaria

Em relação à produção ambulatorial do sistema de saúde municipal, por exemplo, que vai da consulta simples à aferição de pressão arterial, em 2012 a produção total foi de 3.764.566 procedimentos, e no primeiro quadrimestre de 2013 já foram 1.222.883.

As chamadas para o Samu Regional também aumentaram 8,19% no período – passaram de 39.657 (últimos quatro meses do ano passado) para 42.904 em 2013. Quanto ao tipo de atendimento, destaque para a quantidade de casos clínicos (2.748), remoções (1.966) e traumas (cirúrgico), com 444 casos.

E crescimento expressivo em órteses, próteses e materiais especiais odontológicos, porque passaram a ser faturadas as próteses mandibulares e maxilares. O aumento foi de 30% na confecção de próteses se comparado com quadrimestre anterior.

MAIS COLETA DE EXAMES
Quando o tema é dentista, as UBSs Itatuba, Ressaca e São Marcos estão muito acima da média. Elas têm uma cobertura de 264%, 211% e 114%, respectivamente, da primeira consulta programada ao dentista. Do outro lado da cidade, a UBS Valo Verde teve no primeiro quadrimestre deste ano a maior cobertura para exames citopatológicos de colo de útero, para prevenção de um dos tipos de câncer mais comuns entre as mulheres.

A meta era fazer 93 exames e fez 394, ou seja, 422% a mais. Em março, teve campanha de Papanicolaou em todas as unidades de saúde.

Outro dado relevante é que 13 das 15 unidades básicas de saúde do município, ou 87%, oferecem atividades físicas para a prática corporal aos moradores. As outras duas realizam práticas tradicionais de medicina chinesa, como liang gong e tai chi chuan. O Núcleo de Informações em Saúde também mostrou que a cidade tem uma cobertura de 30% da "Estratégia Saúde da Família", que faz visitas domiciliares, com profissionais de várias modalidades, inclusive médico clínico-geral.

A Secretaria de Saúde informou, ainda, que aplicou quase 25 mil doses de vacinas, durante a Campanha Nacional contra a Influenza, durante o mês de abril, no mês de maio, para evitar o surto de gripe (a campanha seguiria até 14 de junho) e aumentou em mais de 154% a distribuição de preservativos no carnaval, uma das medidas de prevenção às doenças sexualmente transmitidas – HIV.

(Rita de Biaggio - Assessoria de Comunicação da Câmara de Embu das Artes)

Comentários

Nenhum comentário até o momento