Vereadores prestigiam visita de Ministro Padilha ao Parque da Cidade

Por Assessoria de Comunicação | 8/09/2010


Foto:


No último sábado (03/07), limite para liberação de recursos aos municípios antes do período eleitoral, o Ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha visitou o local do futuro Parque da Cidade e Universidade Federal de Embu, às margens do Rodoanel e Jd. dos Moraes, ao lado do prefeito Chico Brito e do vice Natinha, para anunciar a liberação dos primeiros R$ 8 milhões para as obras do Parque, além de verbas do governo federal para uma série de obras, totalizando o repasse de mais de R$ 34,5 milhões para Embu.


Algumas das obras beneficiadas – a maioria já em andamento – destacam-se a construção da nova Rodoviária, no centro do município, Unidade de Pronto Atendimento (UPA – Pronto-Socorro) no Jd. Dom José, Creche no Jardim Santo Eduardo (Pró-Infância), salas multimídias com lousas digitais nas Escolas Municipais, entre outras.

Participaram do evento o presidente da Câmara, Silvino Bomfim (PT), vereadores Gilvan da Saúde (PPS), Ná (PT), Dra. Bete (PDT), Júlio Campanha (PTB), e João Leite (PT), os prefeitos de Itapecerica da Serra, Jorge Costa (presidente do CONISUD), de Juquitiba, Cida Maschio, de São Lourenço da Serra, Capitão Lener, e a vice—prefeita de Taboão da Serra, Márcia Regina, além do presidente da AVERSUD (Associação de Vereadores da região Sudoeste), Wagner Eckstein, de Taboão da Serra, e dos presidentes das Câmaras de São Lourenço da Serra, Fernando Seme Amed, e de Itapecerica da Serra, Amarildo Gonçalves ‘Chuvisco’, acompanhados de vereadores daqueles municípios.

Os deputados federais Carlos Zarattini, João Paulo Cunha e José Mentor, todos do PT também visitaram a cidade, mas não participaram do evento, por restrições da legislação eleitoral.

O presidente da Aversud, Wagner Eckstein destacou da nova infraestrutura. “Aqui se constrói um novo projeto educacional para as futuras gerações de nossa região”, referindo-se ao local da futura Universidade Federal. Na mesma linha, Jorge Costa, do Conisud afirmou que “sem a gana, a determinação e união dos Municípios, tudo isto não seria possível”.

O prefeito de Itapecerica desabafou falando que, nos anos anteriores ao governo Lula, “nunca fomos chamados para nada, para assinar nenhum convênio com o governo federal; naquela época só havia ‘merreca’ para nós”, aproveitando para elogiar o atual nível de grande liberação de verbas federais diretamente para os municípios.

O prefeito de Itapecerica aproveitou para criticar a falta de um trevo de acesso na cidade de sua administração para o Rodoanel Mário Covas, em seu trecho Sul, apesar de cortar o município ao meio. “Precisamos dar uma grande volta e invadir o Embu para termos acesso ao Rodoanel”. Para Jorge Costa isto é uma injustiça praticada contra os Itapecericanos.

 


Prefeito Chico Brito em discurso no Parque


Para o prefeito Chico Brito, o governo Lula deu “total atenção aos Municípios” em seus governos, de uma forma “republicana”, citando o fato de que o Governo Federal liberou verbas para todos os municípios da região, mesmo os administrados pelos partidos de oposição, como é o caso de São Lourenço da Serra (administrado por prefeito filiado ao DEM). O prefeito citou nominalmente as 20 obras municipais que receberam verbas neste sábado, totalizando R$ 34.587.317,73., agradecendo ao governo Lula, através da pessoa do ministro Padilha, presente ao evento.

O Ministro Alexandre Padilha disse que ficou admirado por ver na região Sudoeste, através do CONISUD (integrado pelas 6 cidades da região). “A maior experiência de união entre municípios que tenho visto nos últimos anos”, relatou. O ministro destacou também que “o Brasil perdeu a copa, mas fomos campeões mundiais de geração de empregos, com mais de um milhão de novos postos de trabalho somente neste ano, o que nos rendeu uma premiação da OIT – Organização Internacional do Trabalho”. Segundo ele, esse aquecimento da economia deveu-se em grande parte aos investimentos em infraestrutura, praticados pelo atual governo.


O ministro criticou a postura do governo de São Paulo, ao dizer que a obra do Rodoanel causou danos ambientais e a compensação proposta para o Parque da Várzea “se resumiu à liberação de apenas R$ 300 mil para a colocação de uma cerca que está ali”, mostrando parte do terreno cercado mais atrás, próximo ao local do evento. “Não iríamos permitir que se liberassem só 300 mil reais para uma obra de 5 bilhões, que rasgou esta cidade ao meio”, completou Padilha.

O ministro elogiou a postura dos Municípios, que se mobilizaram e foram a Brasília para reclamar recursos para o Parque (grande área no entorno do Rodoanel, entre Itapecerica e Embu), o que viabilizou á aprovação de mais de R$ 30 milhões para esta obra, R$ 8 milhões dos quais acabam de ser liberados.

 

Investimento do Governo do Estado foi duramente atacado




(Por: Márcio Amêndola – CMETE)

Comentários

Nenhum comentário até o momento