Vereadores apóiam Universidade Federal no Embu

Por | 6/10/2010


Foto:


Os vereadores de Embu vem mantendo total unidade na luta pela implantação de uma Universidade Federal na cidade, possivelmente no Parque da Cidade, que será instalado numa área de 1,6 milhão de metros quadrados, ao lado do trecho sul do Rodoanel.


De acordo com o presidente da Câmara, vereador Silvino Bomfim, “a Câmara fechou este apoio de forma unânime, independente de cor partidária”. Para ele, “a vinda da Universidade Federal para Embu é mais que um sonho, já que o prefeito Chico Brito comprometeu-se com a construção do primeiro prédio, e os Ministérios da Educação, do Turismo, da Infraestrutura, bem como a Unifesp (Universidade Federal de SP) estão abertos à nossa proposta”, comemora.


Além do vereador Silvino, apóiam a Universidade Federal em Embu seus colegas da bancada do PT, vereadores João Leite, Ná e Didi; os vereadores do PDT, Carlos Pires e Dra. Bete, do PMDB; vereadores Luiz do Depósito e Milton do Rancho; vereadores do PSDB, Arthur Almeida e Zé Carlos Proença; e os vereadores Gilvan da Saúde (PPS); Edgardo José Cabral (PSB); e Júlio César Campanha (PTB).
Ministro e Senadores de SP apóiam


Além das lideranças locais, o projeto coordenado pelo prefeito de Embu das Artes, Chico Brito (PT) que prevê a construção de um campus da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em Embu das Artes ganhou mais dois nomes de peso na lista - encabeçada pelo ministro do turismo Luiz Barreto - das lideranças que apóiam a criação da “Universidade Federal da Região Sul e Sudoeste de São Paulo”. Os novos aliados são dois senadores petistas que até então não haviam estado juntos em Embu: Aloísio Mercadante (PT), líder do governo no Senado, e Eduardo Suplicy (PT). Eles expuseram forte apoio ao projeto de construção do campus, durante evento realizado na manhã da última sexta-feira, 26 de fevereiro.

Hoje, para ter acesso ao ensino universitário gratuito, um jovem embuense precisa se deslocar por cerca de 20 quilômetros até a Universidade de São Paulo (USP) ou por 40 quilômetros até o campus da Unifesp na capital paulista.



Com a construção do novo prédio em Embu, moradores das regiões do entorno terão acesso facilitado à universidade, que ficará próxima ao trecho sul do Rodoanel e contará ainda com uma nova rodoviária que está sendo construída com recursos do Ministério do Turismo. Localizado na região central de Embu, o terminal abrigará linhas municipais, intermunicipais e com destinos para outros estados do Brasil.
Agora, o movimento Pró-Universidade da Região Sul e Sudoeste de São Paulo espera apoio do Conselho Universitário da Unifesp, para que uma extensão da Universidade seja aprovada para funcionar em Embu.


A proposta do prefeito Chico Brito prevê a construção do primeiro prédio da Universidade, com capacidade para 1,2 mil alunos dentro do Parque da Cidade, em uma área de 1,6 milhões de metros quadrados, próxima ao cruzamento do Rodoanel com a rodovia Régis Bittencourt.



(Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Embu)

Comentários

Nenhum comentário até o momento