Câmara aprova lei que corrige o valor do IPTU do município

Por | 1/12/2010


Foto:



A atualização se faz necessária, devido ao valor monetário das alíquotas do IPTU para o próximo exercício, altamente imprescindível para as finanças do município para o ano de 2011, e extremamente importante para os embuenses, já que muitos dos serviços públicos prestados pela cidade dependem desta arrecadação.

 



A Alteração tomou por base o percentual de 4,70%, o que corresponde ao índice da inflação medido pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) no período de outubro de 2009 a setembro de 2010, medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).



O presidente da Câmara, vereador Silvino Bomfim (PT) ressaltou o fato de que o IPTU não sofreu aumentos nos últimos anos, mas apenas a correção monetária relativa à inflação do período, devido à grande sensibilidade dos governos dos prefeitos Geraldo Cruz e Chico Brito. “Mesmo sem aumentar impostos, o governo municipal vem conseguindo melhorar a qualidade de vida no município”, afirmou.



Segue abaixo o valor, e os imóveis cujo IPTU sofrerá alterações:



Alíquota    Imóvel – Sobre o valor venal:

 

  • 1,60%    Imóveis construídos (Valor Predial)
  • 2,05%    Imóveis construídos (Valor Territorial)
  • 2,88%    Imóveis não construídos

 



(Ana Paula Timóteo – Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Embu)

Comentários

Nenhum comentário até o momento

ATIVIDADES

INSTITUCIONAL

IMPRENSA

  • cme.comunicacao@gmail.com
  • Telefone: (11) 4785-1568 Ramal 227/242
  • Coordenador de Comunicação: Alexandre Oliveira
  • Jornalista Assessor de Comunicação: Adilson Oliveira
  • Assessora de Comunicação: Gabriela Rocha
  • Estagiário: Daniel Vinicius
  • Arquivo Fotográfico: Flick