Com quase 500 expositores, Feira de Artes faz 42 anos

Por Assessoria de Comunicação | 31/01/2011


Foto:

O largo 21 de Abril recentemente passou por revitalização, ganhando novos contornos nos jardins, coreto inovado e moderno sistema de iluminação,


A Feira de Embu das Artes foi criada em 31 de janeiro de 1969, quando artesãos da cidade, conduzidos por Assis de Embu, artistas e artesãos que já expunham na praça da República, em São Paulo, começaram a expor e vender suas obras no largo dos Jesuítas, em frente ao Museu de Arte Sacra.

 

No decorrer dessas mais de quatro décadas, a feira revelou talentos e contribuiu para solidificar a tendência cultural e artística iniciada com os primeiros artistas que aportaram na cidade, como, na década 1920, Cássio M’Boy, e na de 1950, Tadakiyo Sakai. Nos anos 1970, artistas dos mais variados estilos, muitos ligados ao movimento hippie, se reuniam no largo 21 de Abril para produzir e vender arte.

 

A feira hoje conta com mais de 460 expositores e até um Centro de Atendimento ao Expositor (Caex), inaugurado em 2009, no Dia do Artesão (18 de março), em que o governo municipal também lançou o selo comemorativo do artesão para ser usado nas embalagens.

 

Passear por Embu no fim de semana é um programa que pode ir além da arte e do artesanato, tanto de pequenos objetos quanto de móveis comercializados nas lojas da avenida Elias Yazbek. A cidade dispõe de bons hotéis, restaurantes, choperia e bares aconchegantes.

O parque do Lago Francisco Rizzo, equipado com academia pública, pista para caminhada, lago com carpas, tartaruga e aves, e as praças revitalizadas são convites para diversão de crianças e adultos. Para saber mais sobre as opções de lazer na cidade, consulte o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), na principal rua da feira.


(Elke Lopes Muniz - Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Embu)

Comentários

Nenhum comentário até o momento