Vereadores, na 1ª sessão, cobram fim da falta de água em Embu

Por | 31/01/2011


Foto:


Vivem o suplício da deficiência na prestação de serviço considerado essencial, entre outras, as populosas regiões do Jardim Santo Eduardo, Jardim Batista, Parque Pirajuçara, Parque Esplanada, Jardim Pinheirinho, principalmente nos pontos mais altos dos bairros, conforme relatos de moradores.


“Está um caos a falta de água no município, sobretudo nas partes altas”, diz o professor e ex-vereador Antônio de Jesus Rocha, morador do Santo Eduardo. Os consumidores também reclamam da falta de comunicados sobre a suspensão do abastecimento. “O mais grave é não terem ao menos a consideração de informar sobre os cortes e a volta do serviço”, critica a moradora Marta dos Santos, de acordo com a “Folha de Embu”.


O Legislativo enviou na sexta-feira, dia 28, ofício à presidente da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Dilma Pena – ex-secretária estadual de Saneamento e Energia que assumiu o cargo um dia antes – e à gerência em Embu em que solicita o comparecimento de representantes da empresa à sessão para prestar esclarecimentos e anunciar medidas para resolver o problema.


Munícipes prejudicados pela frequente falta de água em Embu estarão presentes na Câmara Municipal -- que fica na rua Marcelino Pinto Teixeira, 50, Parque Industrial (ao lado de delegacia).


Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Torneiras secas viraram transtorno para consumidores da Sabesp

 

(Adilson Oliveira - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Embu)

Comentários

Nenhum comentário até o momento